ATsaúde - Tecnologia em prol da saúde

NotíciaNovidade

Gamificação e Chatbots: o futuro do engajamento em saúde

by André Marques dos Santos 45

De acordo com a Deloitte, há uma tendência global das pessoas proativamente se interessarem mais pela própria saúde, um aumento de 11% nos últimos dois anos. Isto significa que há uma latente demanda por serviços voltados para o empoderamento em saúde.

Ainda segundo a mesma pesquisa, 34% dos respondentes dizem que os prestadores de serviço deviam incentivar mais os pacientes em relação a cuidados com saúde, pesquisar condições particulares de cada um e fazer perguntas sobre o tratamento. Ou seja, fica nítido uma oportunidade quanto a real necessidade do mercado. Mas, como é possível abordá-la por meio das inovações em saúde hoje?

Estratégias de Gamificação

Muito é levantado sobre o enorme potencial do uso de gamificação no engajamento de pacientes. Hoje, há duas vertentes principais: uso de jogos para promover saúde e bem-estar; e, ser um jogo de saúde para atender o desejo humano de jogar, competir e receber prêmios.

Segundo Michael Fergusson, CEO da Ayogo, jogos não podem ser usados como propina. Eles devem ser usados para promover comportamentos mais saudáveis através do foco na parte emocional e não tanto racional dos pacientes.

Aproveitando todo o potencial destas opções, cria-se um caminho muito eficiente no engajamento de pacientes. Não apenas em relação ao modo como a experiência é proposta para as pessoas em termos de saúde, mas também em função dos mecanismos de engajamento dos games.

A startup de saúde que levantou $2.5M com uso de games

A Ayogo é uma startup de tecnologia que cria plataformas digitais para alavancar o engajamento de pacientes por meio do uso de jogos em saúde. Ao mesclar a abordagem tradicional com games, a interação com o paciente se torna mais empolgante.

A startup se diferencia porque a atenção do produto foca mais no conceito de jogo. Ela mira mais o coração do que o lado racional dos pacientes, procurando os incentivar, animar e engajar com objetivo de terem uma mudança comportamental. Além disso, por terem esse viés, os programas acabam se tornando muito customizáveis já que estão mais ligados à noção de diversão.

Utilizando conceitos vindos da psicologia para fomentar o poder do brincar, pretende-se manter a interação divertida nos dispositivos móveis. Estes foram escolhidos pela empresa por estarem acessíveis a todo momento e onde muitos já alocam grande parte do tempo de lazer.

Uma outra startup com uma proposta diferente é a FIX health cujo produto é a criação de plataformas de gamificação para operadoras e seguradoras de saúde.

Estratégias interativas com chatbots

Uma das inovações de grande impacto recente na área da saúde são os chatbots. A partir do uso de robôs com inteligência artificial é possível começar conversas com as pessoas em dispositivos móveis. Seja por meio de SMS, Facebook Messenger ou Canal Web, a intenção dos chatbots é criar um novo paradigma de interação com pacientes. Não se trata mais de mensagens enviadas unilateralmente, mas sim de uma conversa personalizada, interativa e rica em conteúdo.

Desta maneira, é possível tanto passar informações úteis sobre saúde, como tirar dúvidas, fazer avaliações e monitorar quadros de saúde com mais facilidade e, na maioria dos casos, em tempo real.

Qual o paralelo entre estas duas estratégias?

O elo entre estas duas inovações em saúde, gamificação e chatbots, se constrói em torno do conceito de entretenimento. Esta é a palavra-chave destas estratégias para o maior engajamento de pacientes no futuro. Além disso, nestes casos, as soluções apresentadas permitiram uma sensação de maior proximidade e acompanhamento.

Via
ta-na-hora.com

André Marques dos Santos

Uma pessoa viciada em tecnologia, formado em Farmácia-Bioquímica pela USP e com muito afinidade pelo empreendedorismo. Procuro ampliar meus conhecimentos seja através de livros, cursos ou até mesmo ajudando outras pessoas e me desafiando durante esse processo. Atualmente amplio meu conhecimento em gestão e desenvolvimento de negócios para poder ajudar startups crescerem no mercado da saúde.